COLUNA: PSICOLOGIA E BEM ESTAR


POR: LUANA PAULUK - UM DIÁRIO DE RABISCOS

Paranaense perdida em Rio Negro-PR, 25 anos, taurina, escritora e apaixonadíssima por livros, cinema, viajar e sorvete. Fico entediada bem rapidinho com as coisas, então, costumo fazer várias ao mesmo tempo.
Vivo à procura de encanto.
E você, vive em busca do quê?

PSICOLOGIA E BEM ESTAR

DEPRESSÃO

TRANSFORME ESTE SENTIMENTO EM LIBERDADE.

Você está vivendo um episódio de depressão. Eu sei porque já estive aí e pode ser que volte em alguma hora. Bem, quero aproveitar este momento em que me encontro aqui do lado de fora para te escrever esta carta com base no eu que já esteve aí e neste outro que um dia pode voltar.

Não tenho a pretensão de te ajudar. Quero apenas te fazer companhia por alguns momentos, como uma desconhecida que se senta do seu lado num banco público, reconhece a tua solidão e puxa uma conversa, tentando respeitar sua aflição e tomando cuidado para não perturbar a segurança precária do teu isolamento.

Talvez, enquanto eu fale ou escreva, você continue sentindo uma tristeza, um desânimo e um vazio que te acompanham até demais, só que tudo isso não te impede de trabalhar, de cuidar da vida e fingir que está tudo bem quando a ocasião requer. Ou talvez você esteja paralisado e sozinho, duvidando que possa realmente sair do buraco algum dia.

Quero ser franca contigo, porque sei que nessa condição temos pouca paciência para papo furado. A depressão pode mesmo levar ao suicídio. Em outros casos, ela pode ser uma pena longa e severa, anos e anos de prisão intelectual, afetiva e funcional. A vida se derramando no ralo do tempo.

Acho bom encarar isso. É preciso reconhecer a dimensão desse obstáculo. Primeiro, para nos darmos conta de que essa condição demanda nossa atenção e cuidados imediatos e continuados. Depois, para estarmos seguros de que estão errados aqueles que, por não a terem experimentado, e por estarem mal informados, subestimam ou estigmatizam a depressão. Com isso, contribuem para criar dificuldades ao enfrentamento adequado de um problema de saúde pública mundial.

Também contribuem para agravar o sofrimento de pessoas próximas. Eu tinha minhas dúvidas quando estava aí onde você está, mas hoje é bastante claro para mim: depressão não é sinal de fraqueza. Pode ser, antes, indício de sensibilidade e de inteligência (ainda que muitas pessoas sensíveis e inteligentes não sofram com ela, felizmente). Não é motivo de culpa, e sim uma enfermidade que pode e deve ser tratada.

Para mim, faz sentido pensar na depressão como um feitiço ou um pesadelo. Um filme de terror. Um porre brabo, uma pedra no rim. É terrível, mas uma hora acaba (não digo que acabe por si só; é mais provável que requeira um esforço consciente, prolongado e considerável, na maior parte dos casos).

Mas uma hora tem que chegar a um final tudo isso, toda essa dor, e eu espero que não seja da forma errada, por que o suicídio não é o fim, você não quer morrer, e sim matar a dor aí que está dentro de si.

Mas não se esqueça disso que no final, você irá se lembrar e terá sido uma lição singela, mas experimentei a dor que estar à deriva na existência pode trazer e ao menos sei que a busca de significado depende de mim. Você não está sozinho nessa viagem. Te desejo força e sorte. Desejo que você possa transformar esse sofrimento em liberdade.

É GRATIDÃO QUE NÃO CABE NO PEITO

Um Diário de Rabiscos da colunista Luana Pauluk foi criado para abordar conteúdos variados do universo realista. Manter a interação direta com nossos leitores através das redes sociais, e conteúdos atualizados semanalmente, permitindo busca de qualidade num só lugar, de fácil compreensão. E incentivar cada vez mais pessoas que ainda aqueles sonhos que parecem perdidos estão apenas começando! Aprendo para te ajudar e incentivar, voltar a sonhar e acredite nada está perdido!

Vamos conosco nesse mundo cheio de mágicas?!

WHATSAPP

(41) 9.9639.9008

LOCALIZAÇÃO

RIO NEGRO, PARANÁ